terça-feira, janeiro 15, 2013

Abono do Bolsa Família: precisava humilhar?




Extremamente louvável a concessão do abono oferecido pelo Governo do Estado às famílias inscritas no Bolsa-Família.

Na ponta do lápis, para que o governador pudesse ocupar os diversos espaços que tem ocupado na mídia colhendo os louros da ação, cada paraibano (nós!) deve ter contribuído com menos de 5 reais, o que é muito pouco pelo benefício que esse dinheiro tem trazido para aqueles que o tem recebido.

Mas é preciso ser JUSTO, coisa que o governador se diz muito orgulhoso de ser - ou tentar ser - e eu acredito.

O Governador NÃO está cumprindo a promessa da campanha de 2010!

Na promessa, feita pelo próprio governador, exibida no programa do horário eleitoral do dia 15/09/2010 (assista aqui), o então candidato afirmava que pagaria o DÉCIMO-TERCEIRO DO BOLSA FAMÍLIA e não um abono.

Em 2012, o bolsa família pagou auxílios entre R$ 20 e R$ 306 (a maioria das famílias recebeu R$ 120 por mês) e o auxílio concedido pelo Governo é de R$ 32, portanto, apenas 1/4 da média paga pelo programa federal.

Na promessa, o candidato afirmava que iria destinar R$ 45 milhões por ano já a partir de 2011 e não R$ 16 milhões apenas a partir de 2012.

Ou seja, dos 90 milhões prometidos para os dois primeiros anos de governo, menos de 20% foram efetivamente pagos.

Mas o que realmente tem chateado a mim e a muitas outras pessoas, que reconhecemos que fazer o possível, diante da impossibilidade de cumprir integralmente a promessa de campanha, é melhor do que nada, é ao que têm sido submetidos os mais de 500 mil paraibanos que estão sendo forçados a esperar por horas em frente às agências dos Correios, sob chuva e sol, quando o governo estadual poderia simplesmente celebrar um convênio com o Governo Federal, CEF ou quem quer que fosse, para simplesmente repassar o valor total e este ser rateado igualmente e depositado nas contas das famílias necessitadas.

Será que é mesmo necessário submeter um pai ou uma mãe de família a sair de sua casa - gastando para isso - para passar horas e horas esperando em uma fila, apenas para que ele se lembre quem foi o "benfeitor" que lhe deu aquele dinheiro?

Parabéns pela boa ação, Governador, mas no ano que vem, por favor tente CUMPRIR a promessa e tente não submeter as pessoas a constrangimentos apenas para que se lembrem quem lhes devolveu uma pequena parte do imposto que pagam ao longo do ano.

Nenhum comentário: