quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Ricardo está Certíssimo!



O que acontece quando uma escola, com toda a estrutura necessária para o seu funcionamento, tem um número de alunos muito reduzido? Fecha-se!

O que acontece quando um funcionário recebe o salário estabelecido para que ele trabalhe durante 40 horas por semana, mas ele só cumpre 30 horas? Faz-se com que cumpra sua carga horária integral!

O que acontece quando um funcionário contratado há quase duas décadas não atende às expectativas da função e não tem ninguém que “avalize” sua permanência no posto ou lei que lhe garanta a estabilidade? Demite-se!

O que acontece quando uma instituição agregada a outra recebe desta quantia financeira maior do que a que necessita para manter-se em sua estrutura atual? Corta-se!

Viu como Ricardo está certo?

Ele faz tudo como manda a cartilha da boa gestão.

Só tem um problema...

Ricardo não é Presidente da Coca-Cola!

A “empresa” que Ricardo administra não foi feita para “dar lucro”.

O Estado que Ricardo governa tem como função primordial garantir o bem estar dos cidadãos que nesse estado nasceram e/ou habitam e possibilitar-lhes os meios para que possam sobreviver e se desenvolver com dignidade e decência.

Aqueles poucos alunos daquela escola que “precisava” ser fechada agora ou não têm como ir a outra escola ou enfrentam grandes dificuldades para fazê-lo.

Aquele funcionário que só cumpria 75% de sua carga horária recebe por seus serviços bem menos de 75% do que merece ou do que a iniciativa privada lhe pagaria.

Aquele funcionário que estava a décadas trabalhando sem concurso não tem o “padrinho” certo porque foi forçado pelos coronéis do passado a lhes ser fiel sob ameaça de sua própria sobrevivência e não atende com perfeição os altos padrões de qualidade do serviço porque jamais lhe foi oferecida condição de aperfeiçoamento e progressão.

E aquela instituição que recebia mais do que precisava para se manter vem crescendo, ano a ano, numa taxa infinitamente maior do que vêm crescendo os recursos que lhe são repassados. Por isso quanto mais lhe seja dado, mais será retornado.

Pois é, seu Ricardo, a Paraíba não é a Coca-Cola, nem a Volkswagen, nem a Microsoft.

Mas tudo bem...

Você também não é nenhum Bill Gates.

2 comentários:

Livio Silva disse...

Emerson

Como nada é tão ruim, que não possa piorar, o senador que elegeu o ditador disse que o problema da UEPB resolve-se com diálogo, bom senso e humildade, exatamente os atributos dos quais o ditador é completamente desprovido.
Seus comentários são didáticos.
Prof. Lívio Silva - UFCG

Ramiro Manoel Pinto disse...

Meu caro Livio Silva já disse tudo meu caro Emerson Saraiva ... Quem não se movimenta, está morto ! Em defesa da UEPB, VIVA ! Viva a UEPB ! Viva a Ciência, Tecnologia e Inovação da Paraíba ! VIVA !